CPT - Centro de Produções Técnicas

Depois de vencer na Fenasul, a propriedade Giliotto, de Serafina Corrêa, agora levará para casa também o título da Expointer. Dessa vez, com outro animal. Dalia Propriedade Giliotto 474, de cinco anos, foi a campeã adulta do concurso de leite da raça holandesa na feira. O animal produziu 71,9 litros em três das cinco ordenhas realizadas no concurso. É a primeira vez que a família participa da Expointer. Guilherme Giliotto, 25 anos, diz que o resultado positivo é fruto de um trabalho de muitos anos. Um dos segredos do bem-estar dos animais é o uso de um colchão trazido da Suécia ao custo de R$ 1 mil cada. São neles que as vacas descansam diariamente. — O foco sempre foi a produção de leite e agora começamos a trabalhar com venda de genética. Decidimos participar da feira para mostrar mais este novo trabalho — explicou Giliotto. Em média, as vacas da fazenda produzem 36 litros por dia. Dalia já se diferenciava, fazendo uma média de 60 litros. O bom desempenho do rebanho fez com que a propriedade Giliotto também levasse o segundo lugar da categoria jovem. Mas a grande vencedora, com 64,3 litros produzidos, veio da Serra. Também estreante em um concurso leiteiro, a vaca dos expositores Inácio Thums e Marcos Sganderla, de Carlos Barbosa, se assustou quando os baldes de leite banharam Giliotto e Thums na comemoração realizada ontem à tarde no pavilhão do Gado Leiteiro. Apesar do susto, o dono garante que a vaca é mansa. — Nunca tinha vencido, é gratificante pelo serviço que a gente faz todos os dias — disse Thums, feliz e encharcado de leite. A propósito: o tradicional banho de leite é, na verdade, uma mistura de leite descartado, água morna e amido de milho.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here