CPT - Centro de Produções Técnicas

Nos dias de hoje, a preocupação com a alimentação saudável é cada vez maior. Por um lado, os consumidores buscam por alimentos e bebidas mais saudáveis e com maior qualidade. Por outro lado, a indústria alimentícia busca se adequar às demandas dos consumidores.

Então, atenta a esse mercado, a Coca Cola resolveu investir na indústria de alimentação saudável. Para isso, ela adquiriu em 2016 a indústria mineira de laticínios da Verde Campo.

O que é a Verde Campo?

A Verde Campo é atualmente uma referência nacional em laticínio saudável. A empresa, que existe a pouco mais de 20 anos, foi fundada em Lavras, Minas Gerais.

De lá pra cá ela se desenvolveu muito. Isso porque a empresa começou bem pequena, de forma artesanal e administração familiar.

Inicialmente, era conhecida como a fábrica de queijos Cobocó, de Antônio de Carvalho, mais conhecido como seu Totonho. Depois, mudou de nome e virou a Verde Campo que tinha o objetivo de testar tecnologias inovadoras para a produção de alimentos de qualidade.

O fato é que a empresa se expandiu muito. Em 2011 se tornou pioneira no mercado ao lançar a primeira linha sem lactose no Brasil, a LACFREE.

A qualidade dos produtos aliada a preocupação da empresa em oferecer alimentos saudáveis e sem conservantes chamou a atenção da Coca Cola.

A multinacional, que já tinha o objetivo expandir os negócios para o segmento de bebidas saudáveis, não perdeu tempo e em 2016 fechou um acordo para aquisição da Verde Campo.

O presidente da Verde Campo, Alessandro Rios, filho de seu Totonho não revela por quanto a empresa foi vendida.

Principais produtos da Verde Campo

Após o sucesso com o lançamento da primeira linha sem lactose, a empresa decidiu expandir seu nicho. Então, em 2016 inaugurou uma nova categoria de produtos, os lácteos proteicos.

Essa linha, chamada de Natural Whey, é uma das mais vendidas atualmente pela empresa, é composta por iogurtes e shakes cuja matéria prima principal é a base whey protein.

Além disso, a empresa vem priorizando a elaboração de produtos naturais. O objetivo é eliminar corantes, aromatizantes e outros itens de origem artificial. Para isso utiliza, por exemplo, beterraba e cenoura roxa para dar a coloração rosada nos produtos a base de morango.

Próximos objetivos

A Coca Cola já investiu mais de R$ 50 milhões na ampliação da fábrica que emprega mais de 650 trabalhadores. Como consequência, a empresa cresce em média 33% ao ano e as perspectivas para o futuro da empresa são ainda mais positivas.

Além do mais, capacidade produtiva quintuplicou nos últimos anos e o processamento de leite gira em torno de 6 milhões litros ao mês.

Para 2019 a expectativa é de dobrar o crescimento, além disso todo ano é lançada uma série de produtos no mercado. A perspectiva até dezembro é de mais 12 novidades nas prateleiras dos supermercados.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here