“Há tempos somos líderes mundiais no fornecimento de culturas e pretendemos manter essa posição. Por isso, estamos investindo em aumentar a vantagem sobre nossos concorrentes,” diz Lars Frederiksen, Vice Presidente Executivo da Chr. Hansen

O mercado global de culturas tem crescido 3-4% ao ano. Na Chr. Hansen, que possui uma participação de mercado de aproximadamente 40%, as ambições são maiores, e os desenvolvimentos atuais no setor lácteo justificam este otimismo. Cada vez mais, os laticínios – principalmente os grandes – abandonam o uso de culturas-mãe (bulk starter) em favor das industriais como as culturas DVS da Chr. Hansen. Isso lhes proporciona uma produção controlada e confiável, o que é imprescindível em tempos de concorrência tão acirrada.

Para a Chr. Hansen, ter mais clientes significa uma maior demanda e portanto, torna-se necessário aumentar sua capacidade de produção. A utilização de capacidade de quase 100%, que é o caso hoje, é um bom sinal mas, ao mesmo tempo, é um alerta. “A mudança do sistema de cultura-mãe para DVS tem sido, na maioria das vezes, resultado dos esforços da Chr. Hansen no mercado. Consequentemente, temos a obrigação de assegurar que nossos clientes obtenham a mais alta qualidade e a garantia de fornecimento. Se nós falharmos, temos certeza que algum de nossos concorrentes irá rapidamente aproveitar a oportunidade. Por isso, não podemos simplesmente repousar sobre nossos louros,” ressalta Lars Frederiksen.

Grandes investimentos globais
Durante o ano passado, o centro de distribuição da Chr. Hansen em Arpajon, na França, foi modernizado e expandido e os resultados falam por si. Claus Ahleskov, Diretor de Produção e Suprimento em Arpajon, comentou, “Há um ano, expedíamos 10-12 toneladas de culturas por semana. Hoje, estes números estão em 16-18 toneladas, com previsão de subir para 20, e exatamente com o mesmo número de funcionários.”

A produção de culturas na França também recebeu, em janeiro passado, importantes melhoramentos, entre eles a implementação de uma novíssima terceira linha de produção com o mais avançado equipamento de fermentação. A nova fermenteira possui um volume de 30 m3, apenas excedido pelo equipamento instalado na planta da Chr. Hansen em Nienburg, Alemanha. Quando o projeto de modernização e ampliação do centro de Arpajon estiver completo, o investimento terá ultrapassado 8 milhões de euros.

Maior capacidade
A Chr. Hansen também está fortalecendo sua posição nos Estados Unidos. “Até o final do ano, estaremos passando a operar de cinco para sete dias por semana na planta de Milwaukee. E já que aumento de produção está diretamente vinculado a maior capacidade de armazenamento, já estamos finalizando a construção de uma nova câmara fria de -55°C,” explica Lars Frederiksen. Este projeto, cujo valor gira em torno de 3 milhões de euros, irá dobrar a capacidade de armazenamento de culturas nos Estados Unidos.

Além disso, a empresa planeja iniciar a instalação de uma linha de produção adicional na fábrica de culturas de Roskilde, na Dinamarca. A nova linha está prevista para entrar em operação no final de 2004. Após a completa implementação deste projeto, a capacidade total de produção terá aumentado em 50% em relação à capacidade atual.

Com esses investimentos, a Chr. Hansen estará ainda mais preparada para atender às necessidades de seus clientes frente aos crescentes desafios do mercado de laticínios.

Posicionada entre os 15 maiores fornecedores de ingredientes alimentícios em todo o mundo, a Chr. Hansen é líder global em áreas como enzimas para a produção de queijos; culturas bacterianas para queijos, iogurtes, vinho e produtos cárneos; corantes naturais para as indústrias de alimentos e bebidas e produtos especiais para a saúde humana e animal. Sua linha de produtos também inclui aromas, condimentos, ingredientes funcionais, bioconservantes, antioxidantes, soluções gastronômicas e testes para detecção de antibióticos em leite.

Para maiores informações, favor entrar em contato com Mirian Moraes, através do fone: (19) 3881-8345 ou [email protected]

Publicada em 17/03/2004

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here