CPT - Centro de Produções Técnicas

O mercado de laticínios chinesa vai dobrar de tamanho a US$ 70.000 milhões em 2019, liderado pelo crescimento do consumo de leite, queijo e iogurte. A este ritmo, Euromonitor espera que a China ultrapassar os Estados Unidos em 2017. "O crescimento da renda anual, em média, a ampla disponibilidade em supermercados e aumentou a compra de frigoríficos em áreas rurais e as zonas urbanas têm um efeito positivo sobre a evolução das vendas de leite", disse Lianne van den Bos, analista de alimentos da Euromonitor. Enquanto isso, a Euromonitor espera que a Rússia eo Brasil ocupa o terceiro lugar no mercado internacional de lácteos em 2014, superando a França ea Alemanha, que deverão cair para o quinto e sexto lugar, respectivamente. O setor leiteiro mundial sofreu "mais um ano de forte crescimento" em 2014. "Em grande medida, o valor do crescimento das receitas está sendo gerada pelos mercados emergentes, apoiada pela China e Brasil", disse van den Bos. Enquanto em mercados como a Europa Ocidental, a "maturidade da categoria de lácteos é um problema em que uma penetração de mercado não é possível." "Em vez disso, a inovação de produtos, o uso da fonte e da introdução de novos padrões de consumo de produtos lácteos estão ajudando a impulsionar o crescimento do valor, enquanto o consumo per capita em muitos mercados maduros, como França e Alemanha está caindo. " Olhando para a frente, a Euromonitor prevê que metade das novas vendas entre 2014 e 2019 virá de oito mercados. Em ordem de influência são: China, Estados Unidos, Brasil, Rússia, França, Japão, Alemanha e Reino Unido, que irá liderar o crescimento.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here