CPT - Centro de Produções Técnicas

As autoridades do Continente detiveram seis pessoas, acusadas de fabricarem e de venderem falsificações de marcas de leite em pó em sete províncias do país. A revelação foi ontem feita pela Administração de Alimentação e Fármacos do município continental de Xangai. Informações anteriormente veiculadas pela imprensa estatal chinesa davam conta da venda, por parte daquela rede ilegal, de mais de 17 mil latas de leite em pó, num negócio que terá originado lucros no valor de dois milhões de yuan. As autoridades da República Popular da China vieram entretanto esclarecer que o leite infantil vendido ilegalmente não constitui um risco para a saúde pública. Em 2008, a adulteração de fórmulas lácteas com melanina por 22 marcas chinesas resultou na morte de seis bebés e em 300 mil intoxicações, num caso que levou os pais a recorrer a marcas estrangeiras. Num outro caso, um tribunal chinês sentenciou no mês passado 10 pessoas com penas de prisão de até 15 anos por vender carne seca falsa, segundo a imprensa estatal.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here