CPT - Centro de Produções Técnicas

A Castrolanda Cooperativa Agroindustrial está apta para fazer a exportação de produtos lácteos. A Unidade de Beneficiamento de Leite da Cooperativa, em Castro, obteve, junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a habilitação para exportar os produtos lácteos UHT (bebidas lácteas UHT nos sabores chocolate e morango), lácteos parcialmente desidratados (leite concentrado padronizado e desnatado) e os produtos lácteos crus (leite cru pré-beneficiado integral, semidesnatado e/ou desnatado). Com tal habilitação, denominada ‘SIF-3145’, a unidade poderá exportar esses produtos para países como Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Uruguai, além de um grande número de países que não possuem exigências específicas para importar. “Esta lista pode ser atualizada sempre que o Ministério da Agricultura firmar parcerias como novos mercados”, diz Diego Couto de Lima, Coordenador do Controle de Qualidade da UBL. O Superintendente de Operações Lácteas, Edmilton Aguiar Lemos, afirma que a obtenção da habilitação para exportação dos produtos soma-se aos esforços da Cooperativa em agregar valor à produção dos cooperados através do alcance de novos mercados, com foco na qualidade e excelência. “Foi uma grande conquista de nossa Cooperativa e de toda a equipe, pois na área de lácteos temos poucas empresas no Brasil habilitadas à exportação. Essa conquista também irá nos propiciar o desenvolvimento de novos produtos que atendam a este fim e viabilizará a entrada de novos clientes para a prestação de serviços, onde temos grande demanda”, informa. De acordo com Diego Lima, para a indústria conseguir a habilitação para exportação, o primeiro passo é obter o Título de Registro, que prova que a indústria está cumprindo com todas as exigências dos dispositivos regulamentares em vigor e atesta a regularidade sanitária, técnica e legal das instalações e etapas do processo de produção. A habilitação para exportação deve ser solicitada na sequência, e o MAPA realiza um rigoroso processo de auditoria, com a verificação de programas e normas, e são verificadas as condições das linhas de processo, layout da planta, entre outros. <b>Certificação abre novos mercados</b> A Usina de Beneficiamento de Leite, além de industrializar produtos da marca própria, Castrolanda e Colônia Holandesa, também presta serviços para grandes marcas multinacionais do segmento. O Coordenador de Comercialização de Leite, Rogério Marcus Wolf, afirma que a habilitação da UBL para exportar amplia os serviços e abre mercado. “A habilitação para exportar nos capacita ainda mais como prestadores de serviços, uma vez que nossos clientes são exportadores. Sendo assim, todo o processo de produção tem que ter a Habilitação de Exportação. Sem contar que, futuramente, teremos nós a possibilidade de alcançar o mercado externo”, reforça Wolf.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here