CPT - Centro de Produções Técnicas

Nesta semana, a BRF comemora 80 anos de atividades. A escolha da data remete à instalação da primeira fábrica da companhia destinada à produção de proteína animal, ocorrida em 18 de agosto de 1934 na cidade de Videira (SC). A unidade deu origem à Perdigão que, após a fusão com a Sadia, passou a denominar-se BRF. Com a união das duas empresas líderes de mercado, criou-se no Brasil um dos maiores players mundiais do setor alimentício, reforçando a posição do país como potência no agronegócio. A BRF atua nos segmentos de carnes, alimentos processados, lácteos, margarinas, massas, pizzas e vegetais congelados. Hoje, detém as marcas Perdigão e Sadia, classificadas entre as mais valiosas do Brasil, além de Qualy, Batavo e Elegê, líderes de em suas categorias. A marca Perdigão é admirada pelo consumidor por seu custo benefício favorável e está presente na mesa dos brasileiros com uma ampla linha de produtos, como Mortadela Ouro, Meu Menu, Mini Chicken, Sanduba, Na Brasa e Claybon. Assim como todo o portfólio de marcas da BRF, a vocação pela inovação também está no DNA da Perdigão e o lançamento da marca Chester®, em 1983, é um exemplo emblemático: a ave especial tornou-se sinônimo de categoria nas comemorações de final de ano. <b>CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL</b> A partir do Meio-Oeste catarinense, a BRF expandiu suas operações para todas as regiões do Brasil e ganhou o mundo. Atualmente, destacada entre as líderes mundiais do setor de alimentos, opera 47 unidades no país e 10, no mercado externo. A empresa figura entre as maiores empregadoras brasileiras, com mais de 100 mil funcionários. Produtos fabricados pela BRF chegam a 110 países, sendo seus principais mercados Oriente Médio, Extremo Oriente, Europa e Américas. São 22 escritórios comerciais espalhados pelos cinco continentes. Sexta maior exportadora brasileira, a companhia avança no processo de globalização e fortalece a sustentabilidade de seus negócios. Oferecer proteína animal para o maior número de famílias pelo mundo é o propósito da BRF. E fazer o melhor a cada dia implica garantir qualidade em toda a cadeia produtiva, desde a matéria prima até a distribuição de produtos nos pontos de vendas. Para tanto, a gestão de sustentabilidade da companhia passa por aprimoramento constante, com a adoção das melhores práticas ambientais, sociais e financeiras, tais como ações de excelência energética, mudanças climáticas, gestão de resíduos, redução de gases efeito estufa e gestão ambiental, com metas de reuso de água acima de 20%, saúde e segurança do trabalho, capacidade de inovação e governança corporativa entre outras. Classificada no Global 100 Most Sustainable Corporations in the World em janeiro deste ano, a BRF é reconhecida pelo forte comprometimento com o desenvolvimento sustentável desde 2005, ao fazer parte da carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa. Tal compromisso é reforçado e internacionalmente reconhecido em 2012, quando de sua entrada na carteira de Emerging Markets do Dow Jones Sustainability. <b>DE VIDEIRA PARA O MUNDO</b> A primeira fábrica da BRF, fundada por descendentes de italianos no início dos anos 1930 e que ocupava pequeno galpão na então Vila de Perdizes, atual município de Videira, é hoje um complexo industrial, com área construída de 84, 3 mil m2. Os 434 produtores integrados que fornecem aves para o Abatedouro Videira, e os 647 produtores integrados que fornecessem suínos para outras unidades da BRF, cuja matéria-prima retorna para Videira, espalham-se por 49 municípios da região, e têm na sua totalidade licenciamento ambiental, atuando conforme as Boas Práticas Ambientais de Produção. Os produtos fabricados em Videira, além do abastecimento ao mercado interno e grandes clientes de food services, são exportados para países da Ásia (Oriente Médio), África e América do Sul, entre outros importantes mercados internacionais; sendo que a unidade também possui habilitação de exportação para a Europa. A evolução da unidade de Videira é reflexo de uma gestão focada em inovação e qualidade, sempre com os olhos voltados para os anseios do consumidor e com a meta de fazer da BRF uma empresa cada vez mais globalizada. Com mais de 3.300 colaboradores diretos, a unidade abate 335 mil frangos/dia, 24.500 codornas/dia e fabrica 750 toneladas/dia de produtos acabados, como salsichas, lingüiças, mortadelas, defumados entre outros, totalizando aproximadamente 300 mil toneladas/ano. Assim como acontece em todas as regiões onde a BRF tem operações, a unidade de Videira contribui com o desenvolvimento local por meio da geração de empregos e como agente de transformações positivas. Entre os diversos programas em que a empresa atua como apoiadora, destacam-se: • Programa de Reabilitação Profissional, pioneiro no país e que se dedica à reabilitação biopsicossocial dos segurados, portadores de transtornos físicos e/ou psíquicos, com vistas à reinserção no mercado de trabalho. • Centro Educacional para Pessoas com Deficiência, criado pela BRF em parceria com o SESI, que oferece escolarização desde a alfabetização até o ensino médio, além de oficina de música, artes e curso de libras. A unidade é certificada pelo ISO 9001 desde 2006 e obteve o 1º lugar na categoria Ambiente de Trabalho Seguro e Saudável do Prêmio SESI de Qualidade do Trabalho.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here