CPT - Centro de Produções Técnicas

A cooperativa de produção mais antiga do Brasil irá mudar de nome. Ao completar 90 anos, neste mês de agosto, a Batavo, de Carambeí, nos Campos Gerais, passa a se chamar Frisia, menção à região da Holanda de onde vieram muitos imigrantes que colonizaram Carambeí e também dos primeiros animais da raça holandesa. A decisão da diretoria é uma estratégia para reposicionar a marca no mercado, bastante confundida pelos consumidores desde que a Parmalat, em 1997, se tornou acionista majoritária da indústria de laticínios estruturada pelos imigrantes holandeses. Posteriormente, a marca Batavo passou para o comando da BRF, que, no final do ano passado, vendeu para o grupo francês Lactalis. A escolha do nome Frisia é o mesmo da unidade de beneficiamento de leite em Ponta Grossa, inaugurada em setembro de 2011. Na ocasião, a cooperativa investiu R$ 60 milhões na planta com capacidade para industrializar 400 mil litros de leite por dia. O leite será transformado em leite concentrado, condensado e pasteurizado para marcas de empresas clientes da cooperativa. Além disso, a marca já é conhecida do público consumidor, pois a cooperativa comercializará seus produtos com o nome Frísia Alimentos. A Batavo conta com 560 associados que produzem 300 mil litros/dia – 110 milhões de litros ao ano. Além de leite, a cooperativa produz grãos, bovinos de corte, suínos, aves e ovos. <b>Festejos</b> No mês de agosto, quando completa 90 anos, a Batavo está programando uma série de eventos. Além da mudança de nome, a cooperativa de origem holandesa irá lançar um livro histórico contado a sua trajetória, dos fundadores e dos associados. Na mesma ocasião, será inaugurado o novo prédio administrativo, que está em fase de construção em frente da sede atual.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here