Derivados do leite
CPT - Centro de Produções Técnicas

Retirar qualquer grupo de alimentos da dieta só se justifica diante de um diagnóstico que exija essa restrição — e sempre em comum acordo com médico e nutricionista, que, além de explicarem o motivo, indicarão as substituições capazes de repor os nutrientes que deixarão de ser ingeridos em função da mudança no cardápio.

Além do cálcio e de sua celebrada capacidade de fortalecer os ossos, leite, queijos e iogurtes contam com a preciosa companhia de magnésio, fósforo, potássio e outros minerais igualmente bem-vindos para o funcionamento do organismo. A eles se juntam as proteínas, utilizadas na manutenção dos tecidos, e uma penca de vitaminas — entre elas a B1, importante para o cérebro e o coração, e a B12, que afasta o perigo de anemia.

Deu para perceber, né? Antes de abrir mão dos benefícios, é preciso ter certeza de que a razão do desconforto digestivo está mesmo relacionado com a lactose e em que grau, porque pode ser que um ajuste na dose corte a sensação de mal-estar.

Enfim, até segunda ordem, os lácteos integram, sim, uma alimentação equilibrada. E essa presença só deve minguar ou ser eliminada se um especialista confirmar que os sintomas são mesmo da tal intolerância.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here