CPT - Centro de Produções Técnicas

Atendendo solicitação da Polícia Federal, (PF), técnicos da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas, (Adeal), começaram analisar a qualidade e a suspeita que o queijo e a manteiga apreendida em uma distribuidora na cidade de Arapiraca, Agreste de Alagoas, teriam sido misturado com soda cáustica. Os produtos – 2,3 toneladas de queijo e cerca de 400g de manteiga – todos impróprios para consumo, foram apreendidos na quinta-feira, (19), após investigações que tiveram início no ano passado, dentro da Distribuidora Pinguim Queijos e Frios Ltda. O proprietário da empresa, Erisvaldo Luis Neto, 42, preso em flagrante e indiciado pela FF, pode responder por falsificação de selo de inspeção do Ministério da Agricultura e a distribuidora foi interditada pela Vigilância Sanitária Municipal de Arapiraca. Segundo o delegado da PF, André Costa, as investigações continuam com o proposito de se saber quem fornecia os produtos para a distribuidora e se existe a participação de donos de pizzarias, restaurantes, mercadinhos e padarias no esquema. Já o superintendente do Ministério da Agricultura em Alagoas, Alay Amorim, explicou que durante buscas na distribuidora foram encontrados selos falsificados do Sistema de Inspeção Federal, (S.I.F.), além de selos, também falsos, do Sistema de Inspeção Estadual (S.I.E.), ofertado pela Adeal. Alay também informou que a Distribuidora Pinguim tem CNPJ, mas não possuía alvará sanitário de funcionamento.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here