CPT - Centro de Produções Técnicas

Está sendo deflagrada nesta quinta-feira, uma operação da Polícia Federal na cidade de Arapiraca, destinada a coibir o comércio de queijos adulterados em toda a região do agreste, bem como a falsificação de selo de inspeção do Ministério da Agricultura. A operação conta com o apoio da Superintendência do Ministério da Agricultura em Alagoas, da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas e da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Arapiraca. Foi feita a prisão do proprietário da Distribuidora Pinguim Queijos e Frios, o qual será autuado em flagrante pelos crimes de adulteração de produtos alimentícios e pela falsificação de selo público, crimes que somados tem pena que vão de 6 a 16 anos de reclusão. No local foram apreendidos cerca de 2,3 toneladas de queijos, além de 370 Kg de manteiga, todos impróprios ao consumo humano. Os produtos serão transportados do local para posterior destruição. A Distribuidora foi interditada pela Vigilância Sanitária, uma vez que os produtos eram manipulados em condições totalmente inadequadas de higiene. O inquérito policial foi iniciado em novembro de 2014 e a investigação prosseguirá com a identificação dos fornecedores dos queijos e manteiga, bem como estabelecimentos como pizzarias, restaurantes, mercadinhos, padarias e lanchonetes que comercializavam indevidamente os produtos. Todos poderão ser indiciados pelo crime de vender produtos alimentícios adulterados, estando sujeitos à pena de 4 a 8 anos de reclusão.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here