CPT - Centro de Produções Técnicas

POR BEATRIZ ALMODOVA LORENTE Do Meio & Mensagem A Brasil Foods (BRF) está redefinindo seus parceiros em publicidade para as diferentes marcas e áreas. Uma das concorrências terminou com a entrega das contas digitais das marcas Sadia, Perdigão e Qualy para a AG2 Publicis Modem. Até então, a Sadia era atendida pela AgênciaClick Isobar (atual Isobar Brasil), a Perdigão estava na Pereira & O’Dell e a Qualy integrava o portfólio da NBS. O processo de concorrência durou dois meses, contou com as participações de sete agências e foi coordenado internamente pelo departamento digital da empresa. “A AG2 cumpre o máximo de competências que precisamos”, elogia Andrea Dietrich, gerente executiva de marketing digital da BRF. No cargo desde outubro de 2013, ela tem entre suas atribuições a unificação da área digital das diversas marcas da companhia. “Queremos fortalecer a governança corporativa e dar suporte para as nossas plataformas digitais. A Sadia já está mais consolidada na sua presença online e queremos estabelecer o mesmo patamar com as outras marcas”, destaca. Apesar de não divulgar valores, a BRF diz que vem aumentando o seu investimento nas mídias online. “Com a campanha da Sadia para a Copa do Mundo, que teve como estratégia usar a hashtag #jogapramim, conseguimos otimizar o investimento e maximizar o resultado. Mostramos por meio do retorno alcançado que a gente tinha caminho para investir mais e obter mais retorno”, explica Marcelo Trevisani, gerente de marketing digital. Ele conta que foi montado um time dentro da empresa com o objetivo de evoluir e rentabilizar o digital nos pilares de inovação, relacionamento, multicanal, mobilidade e redução de riscos. “Temos muitos experts em tecnologia, com uma equipe voltada para inteligência e novos negócios”, frisa. César Paz, CEO da AG2, enxerga a conquista como parte de um novo momento pelo qual a publicidade está passando, com anunciantes optando por centralizar suas demandas. Ele acredita que, no passado, houve um período de grande diversificação dos serviços digitais e os clientes optaram por trabalhar com várias agências especializadas, mas agora estão revendo essa prática. “Os anunciantes estão procurando uma excelência na entrega vinda de uma relação mais unificada”, avalia. Paz defende que a partir do momento em que o digital assume um papel de protagonista na comunicação, discutir com diversas agências torna o processo mais lento e difícil. O único cliente que a AG2 atende no segmento de alimentos é uma pequena parte da área de biscoitos da Nestlé, que não faz concorrência com as marcas de BRF. Nos últimos meses, a agência conquistou também as contas de Toyota e Vale. AG2 completa 15 anos este ano e atualmente possui 150 colaboradores. Paz prevê que, com a chegada das novas contas da BRF, até o fim do ano deve aumentar seu efetivo para 200 profissionais. Revelada por Meio & Mensagem no dia 11 desse mês, prossegue a concorrência por parte da verba off-line da BRF, dividida desde 2012 entre F/Nazca S&S, DM9DDB e DPZ (Sadia); Talent (Perdigão); e NBS (Batavo e Elegê).

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here