Javascript desabilitado :: Continuar MILKNET® - Tudo sobre laticínios e produtos lácteos


» Notícias / QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
Fonte: a a a a

PE: Técnico de alimentos tem mercado garantido Profissional pode se especializar em diferentes áreas

Segurança sanitária é fundamental quando o assunto é alimentação. O Técnico de Alimentos tem papel importante na garantia da qualidade dos produtos consumidos pela população. Confira, a seguir, entrevista com o professor Eidiomar Angelucci, coordenador do curso técnico em alimentos da Escola Senai Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, em Campinas (SP).

O que faz o técnico de alimentos?

Orienta, acompanha e controla as etapas da industrialização de alimentos de origem animal e vegetal, executando o processamento industrial, desde o recebimento da matéria-prima até o produto final, supervisionando e executando as análises bromatológicas, microbiológicas e de avaliação de qualidade da matéria-prima, dos insumos e do produto final. Também orienta, coordena e realiza testes experimentais e de pesquisa visando à melhoria nutricional e da qualidade dos alimentos. O técnico pode se especializar em diferentes áreas: bromatologia, microbiologia, avaliação da qualidade, carnes e derivados, leite e derivados, pescado, bebidas, massas alimentícias, doces etc.

Onde esse profissional atua?

O técnico em alimentos pode trabalhar em laboratórios de análise (como analista ou supervisor) ou na industrialização de alimentos de origem vegetal ou animal, visando à melhoria da qualidade e da segurança do alimento. Ele é o elo entre o engenheiro e o pessoal operacional. Esse profissional encontra campo em qualquer empresa da área de alimentos, aditivos, insumos, água, embalagens, na vigilância sanitária, na agroindústria, em institutos de pesquisa e, também, na indústria de nutrição animal.

Que características deve ter o profissional dessa área?

Nosso curso é desenvolvido em quatro semestres, com aulas teóricas e práticas. O aluno também realiza estágio obrigatório supervisionado de, no mínimo, 400 horas. O candidato a essa carreira deve ter interesse pelas áreas de ciências.

Como está o mercado de trabalho para técnicos de alimentos?

Várias empresas contam hoje com a competência profissional do Técnico em Alimentos para garantir a qualidade dos produtos consumidos no País ou exportados. A indústria de alimentos conta com técnicos em alimentos, tanto na industrialização dos alimentos como na área laboratorial, setores que considero bastante promissores. Mas, infelizmente, ainda há desconhecimento das empresas quanto à qualidade dos profissionais formados.

Quanto ganha esse profissional?

O salário inicial, para recém-formados, gira em torno de R$ 1 mil. Porém, um técnico com experiência profissional supera muito este valor.

Quais sites você indica a quem quer conhecer mais sobre a área?

Recomendo a consulta a alguns sites técnico/científicos importantes, como o PAS (www.alimentos.senai.br), BIBFEA (www.fea.unicamp.br/alimentarium), SCIRUS (www.scirus.com) e SCIELO (www.scielo.org).

Onde estudar?

Em Pernambuco as unidades Escola Técnica Senai Petrolina e Senai Móvel oferecem o curso técnico de alimentos.

Como ingressar?

Aqueles que pretendem ingressar nos cursos técnicos do Senai-PE, entre eles o de alimentos, devem comprovar a conclusão do ensino médio, além de obter aprovação em processo seletivo realizado pela instituição. O edital para inscrição sai no segundo semestre. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.pe.senai.br.

Serviço

Escola Técnica Senai Petrolina.

Av. Monsenhor Ângelo Sampaio,267 - Areia Branca. CEP 56300-000 - Petrolina-PE. Tel: (87)3202-1375.

Escola Técnica Senai Móvel.

Rodovia BR 101 Norte - Km 52,3, Paratibe. CEP 53417-710 Paulista-PE. Tel: (81)3438-5144 / 3438-5310.

 Fonte: Folha de Pernambuco adaptado pela Equipe Milknet 26/05/2009


Voltar



 



Publicidade

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




Relacionadas
28/05/15 - Senar-MT começa a ofertar assistência técnica para produtores de leite
12/03/15 - MS: Projeto incentiva 300 agricultores familiares a produzirem mais leite
11/03/15 - Senar/MT: Inscrições para processo de credenciamento de novos instrutores terminam dia 23
20/02/15 - CE: Sindlaticínios promove curso para trabalhadores de empresas do setor
27/01/15 - Qualificação em bovinocultura de leite atrai a nova geração de produtores rurais
24/11/14 - Senar incentiva produção de derivados do leite em Mato Grosso do Sul
24/10/14 - Escolas técnicas para o leite no RS
04/09/14 - Alagoas recebe o primeiro Polo Tecnológico Agroalimentar
01/07/14 - MS: Produtores rurais receberão capacitação para melhorar e aumentar produção de leite
18/02/14 - AC: Produtoras do Ramal do Seringueiro recebem curso de Produtor de Derivados do Leite


Outras
29/05/15 - Valor do leite no mercado global bate piso histórico
29/05/15 - Tetra Pak lança novo manual de processamento de lácteos​
29/05/15 - Com entressafra, preço do leite ao produtor nacional avança
29/05/15 - Produção de leite não passa de 100 litros/dia em 60% das propriedades
29/05/15 - Suíça desvenda mistério de buracos em seus queijos
29/05/15 - MG: Reunião discute qualidade de queijo produzido e vendido em Araxá
29/05/15 - O mapa da produção de leite no RS
28/05/15 - BNDES aprova financiamento de R$ 32,5 milhões para Castrolanda
28/05/15 - Aplicativo mede emissões na pecuária
28/05/15 - AL: FPI multa em mais de R$ 50 mil empresa de laticínios em Batalha