Javascript desabilitado :: Continuar MILKNET® - Tudo sobre laticínios e produtos lácteos » PRODUTORES PARTICIPAM DE FEIRA INTERNACIONAL » PRODUTORES PARTICIPAM DE FEIRA INTERNACIONAL

» Notícias / QUEIJOS
Fonte: a a a a

Produtores participam de feira internacional

Jaguaribe. A terra do queijo coalho tem nas suas raízes a explicação que lhe tornou famosa. Mesmo com essa identidade, cada produto ganha uma particularidade, dependendo do seu produtor. Recentemente, saiu desta cidade o vencedor do concurso de melhor queijo do Nordeste - o produtor José Flávio -, e de uns tempos pra cá se teve notícia de que um morador da comunidade de Brum, interior deste município, ousou em levar a tal iguaria ao paladar italiano.

José Flávio Pinheiro Diógenes, da cidade de Jaguaribe, foi agraciado com o prêmio de melhor queijo coalho do Nordeste neste ano

Todos são queijos coalho de Jaguaribe, mas nenhum é igual a outro. Cada produtor aprendeu os segredos vindos de seus pais, que então aprenderam com os pais deles. A sabedoria que foi passada de gerações conta com o apoio da ciência e da tecnologia para manter um novo padrão de qualidade. Muitas queijeiras se industrializaram e são chamadas de laticínios, com foco na conquista de novos mercados com a produção em larga escala. Outras preferem continuar em suas fabriquetas, dentro ou ao lado de suas casas, fazendo o queijo que conquistou paladares pela sua simplicidade.

Uma dessas histórias pode ser contada na comunidade do Brum, localizada a 35Km do Centro da cidade. Lá o produtor Francisco Nogueira Neto, popularmente conhecido como Neto do Brum, teve a ousadia para levar o queijo coalho do Jaguaribe para terras europeias, no evento mundial em Turim, na Itália.

De 25 a 29 de outubro ele, juntamente com mais três produtores de queijo de outros estados, representou o Nordeste e o País na maior feira de gastronomia do planeta, que reuniu milhares de pequenos produtores em um evento único, o Salone del Gusto, o Terra Madre, em Turim, na Itália. À convite da Slow Food, uma associação internacional sem fins lucrativos criada em 1989, que segue o conceito de ecogastronomia, ele foi participar do evento neste ano.

"Eu viajei para Itália com cinco peças de queijo dentro da mala e lá tive a liberdade de expor para degustação. Esse queijo foi apreciado pelo melhor degustador de queijo do mundo e ainda fiz um queijinho na chapa", conta o produtor.

Segundo ele, a experiência serviu de exemplo para todo o planeta, mostrando que a agricultura familiar é o caminho e precisa ser valorizada pelo poder público.

Família

Neto convive com o queijo desde pequeno. Ele e os irmãos viram dentro de casa a fabricação do alimento. Já adulto, sentiu a necessidade de conhecer mais seu produto, então passou a fazer cursos sobre leite e derivados. Hoje ele presta assistência a sete produtores de leite na sua comunidade, também comprando destes a matéria-prima para a fabricação do produto. "Para fazer um bom queijo é preciso de um leite à altura, então o sucesso do nosso produto é de todos". Em maio de 2008, Neto ganhou o concurso de melhor queijo coalho artesanal no Festival de Leite (FestLeite), em Quixeramobim.

Conquista

Além do destaque na mesa do consumidor, o coalho do Jaguaribe se destaca nos concursos em várias regiões. Atualmente, ganhou o prêmio de melhor queijo do Nordeste, no X Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados (X Enel), realizado no fim do mês de outubro, na cidade de Imperatriz, no Maranhão, que reuniu produtores de todos os estados do Nordeste.

Segundo José Flávio, a boa qualidade de matéria-prima, o uso de novas tecnologias e a capacitação para melhorar a forma de produzir são os segredos para fazer um queijo de qualidade para apreciadores exigentes.

Juntamente com os demais produtores, Zé Flávio, como é conhecido, participa de capacitações para produzir novos gêneros, atendendo à crescente demanda.

ELLEN FREITAS
COLABORADORA


Fonte: Diário do Nordeste, adaptado pela Equipe Milknet




Voltar



 



Publicidade

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




Relacionadas
14/03/16 - Queijo aciona as mesmas zonas do cérebro que as drogas pesadas
23/02/16 - Fabricante dos EUA coloca “madeira” na composição de seus queijos
15/02/16 - Paixão por queijos tornou-se empreendimento e trabalho premiado
01/02/16 - Queijo e produtos Serra da Estrela DOP vendidos “online”
21/12/15 - Usina gera energia a partir de queijo nos Alpes Franceses
11/12/15 - Chef italiano, craque no artesanal, traz queijos premiados a Campo Grande
10/12/15 - Queijos para quem tem intolerância à lactose
08/12/15 - A Rota do Queijo : Belezas naturais, diversão e barriga cheia
20/11/15 - Saiba de onde vieram os principais tipos de queijo vendidos no Brasil
20/11/15 - Produção do queijo minas é predominantemente familiar


Outras
25/05/16 - IGL envia pedido de providências à Assembleia Legislativa sobre inadimplência de empresas junto ao Fundoleite/RS
25/05/16 - Grego Tirol agora com novo sabor e em nova embalagem
25/05/16 - SDA abre consulta pública sobre registro de produtos de origem animal
20/05/16 - SC: Empresas participam de workshop sobre industrialização de lácteos
20/05/16 - Tirolez lança caixa display para Queijo Parmesão Ralado
20/05/16 - Kátia Abreu faz balanço de sua atuação no Ministério da Agricultura
20/05/16 - FPI interdita fábrica de laticínio por irregularidades em Cacimbinhas, AL
20/05/16 - FPI do São Francisco: duas fábricas de laticínios são regularizados no Sertão de Alagoas
19/05/16 - RS: Veterinários e RTs concluem primeiro curso de BPF no Estado
19/05/16 - SC: Industrialização de lácteos é tema de workshop promovido pelo Instituto Senai de Tecnologia