Javascript desabilitado :: Continuar MILKNET® - Tudo sobre laticínios e produtos lácteos » PRECO DO LEITE 2012 01 03 » PRECO DO LEITE 2012 01 03

» Notícias / PREÇO DO LEITE
Fonte: a a a a

Preço do Leite

O preço médio do leite pago ao produtor em dezembro (referente à produção entregue em novembro) foi de R$ 0,8458/litro, recuo de quase 1% (menos de 1 centavo por litro) frente ao pagamento do mês anterior, segundo pesquisas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. Esse valor representa a média dos estados do RS, SC, PR, SP, MG, GO e BA ponderada com base na produção de cada um segundo apontado pelo IBGE/Pesquisa da Pecuária Municipal. Houve maiores quedas de preços nos estados do Sudeste e Centro-Oeste, onde a produção aumentou com as chuvas. Em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, ao contrário, com a diminuição da captação de leite devido ao fim da safra de inverno, o produto valorizou.

Dados do Cepea mostram que, na média dos 12 meses de 2011, o preço do leite foi de R$ 0,8445/litro, já considerando a inflação até novembro (IPCA). Esse valor representa aumento real de 10% em relação à média de 2010. Porém, em boa parte deste ano, os custos de produção de leite estiveram em índices mais elevados que os do ano passado devido, principalmente, aos preços do farelo de soja e do milho. Com isso, a margem do produtor acabou diminuindo, principalmente no primeiro semestre, destacam pesquisadores do Cepea. O índice de Custo Operacional Efetivo (COE) entre janeiro e novembro ficou, em média, 7% acima do observado no mesmo período de 2010, considerando-se os estados de RS, SC, PR, SP, MG e GO.

Quanto à produção de leite, o Índice de Captação calculado pelo Cepea (Icap-Leite) aponta aumento de 3,2% entre outubro e novembro, puxado basicamente pela safra no Sudeste e Centro-Oeste. Em São Paulo e Minas Gerais, o acréscimo do índice foi entre 6% e 7%; em Goiás, houve aumento de quase 9% na captação média diária de novembro. No Paraná, o índice permaneceu praticamente estável, enquanto que, em Santa Catarina, houve queda de 3% e, no Rio Grande do Sul, de 6,5%.

Comparativamente a novembro do ano passado, o Icap-Leite/Cepea esteve em patamar 0,9% inferior. Considerando-se a soma dos últimos doze meses, houve queda de 2,2% frente ao conjunto de 12 meses anteriores.

No segmento de derivados lácteos, o leite UHT continuou em queda no mês de dezembro devido ao aumento da oferta de matéria-prima e ao início das férias escolares, período em que normalmente há redução das vendas. Segundo levantamento diário feito pelo Cepea, a média mensal do leite UHT no atacado paulista até o dia 26 de dezembro era de R$ 1,73/litro (incluindo frete e impostos), 3% inferior à média de novembro. Esse levantamento tem o apoio financeiro da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e CBCL (Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios).

Tendo em vista o período de safra na maior parte das regiões produtoras, 77% dos representantes de laticínios/cooperativas consultados pelo Cepea (responsáveis por 86% do volume amostrado) esperam nova queda de preços para o pagamento de janeiro/12 (referente à produção entregue em dezembro).

Para 22% dos entrevistados (respondem por 13% do volume da amostra), deve haver estabilidade de preços, e apenas 1% dos agentes consultados (que representam menos de 1% do volume de leite amostrado) acredita em alta de preços.

Ao produtor - A maior redução de preços em dezembro foi registrada no estado de São Paulo, de 2,6% (ou 2,4 centavos por litro) frente a novembro. A média estadual foi de R$ 0,8969/litro (preço bruto). Em Minas Gerais, houve redução de 2,4% (2,1 centavos por litro), com média de R$ 0,84/litro. No estado goiano, a queda foi de 2,3% (2 centavos por litro), com o litro a R$ 0,8565. No Paraná, houve recuo de 1,9% (ou 1,6 centavo por litro), com o produto a R$ 0,8430/litro.

Já no Rio Grande do Sul, houve aumento de 4,9% (ou 3,7 centavos por litro) frente a novembro, com a média indo para R$ 0,8037/litro. Em Santa Catarina, o reajuste de quase 1% (ou alta de 0,8 centavo por litro) elevou a média para R$ 0,8435/litro. Na Bahia, o acréscimo foi de 1,8% (1,3 centavo por litro), e o litro teve média bruta de R$ 0,7566, a menor dos sete estados desta pesquisa.

 Fonte: Cepea-Esalq/USP adaptado pela Equipe Milknet 03/01/2012


Voltar



 



Publicidade

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




Relacionadas
04/02/16 - Produtor de leite deve faturar mais em 2016
03/02/16 - MG: Inflação do leite tem alta de 4,6% em janeiro e preço bate mínima histórica
03/02/16 - Alta no preço do leite ao produtor. O que esperar para os próximos meses?
03/02/16 - Preço do leite pago ao produtor sobe em janeiro
26/01/16 - Preços estáveis e custos em alta no mercado do leite em SC
18/01/16 - PR: Reajuste para preço do leite deve vigorar já no próximo mês
14/01/16 - Leite tem cenário de preço firme, mas produtor deve manter cautela
22/12/15 - Conseleite indica queda do leite em 2015
16/12/15 - Preços do leite ao produtor registram queda
09/12/15 - Ordenha robotizada será inaugurada no RS


Outras
03/02/16 - Cade aprova fim da união entre Mondelez e BRF para marca Philadelphia
03/02/16 - Portugal: Queijos com a bactéria Listeria monocytogenes detectados em Idanha-a-Nova
01/02/16 - Portugal: Queijeira de Seia faz queijos à moda antiga
01/02/16 - Com grande produção de leite, raça guzolando chama a atenção no mercado
01/02/16 - Produtores de leite em Minas Gerais vendem rebanho para pagar dívidas
01/02/16 - Queijo e produtos Serra da Estrela DOP vendidos “online”
29/01/16 - Leite: indispensável
29/01/16 - Frizzo começa produção no RS
28/01/16 - Novas regras para embalagens de leite e fórmulas infantis dividem opiniões
28/01/16 - Leite Saudável: Mapa e Epamig qualificam técnicos para boas práticas agropecuárias